Uma pequena cidade da Suíça

Morando em uma pequena cidade suíça

Meu sonho era morar em um pequeno vilarejo Suíço. Sonho realizado. Mas, e aí? Feliz? Satisfeito? Sim! Muito!

Mas, muita gente me questiona, aliás, todo mundo com quem eu converso sobre isso, me pergunta? Por quer você escolheu morar em Uznach? Para a maior parte das pessoas, morar em um grande cetro urbano na Suíça parece o correto. Mas, para um brasileiro, a Suíça não tem grandes centros urbanos, apesar da alta concentração populacional. O cantão (estado) de Zürich inteiro é um pouco maior que a cidade de Curitiba, de onde eu vim, e tem um pouco menos de habitante e, é a maior concentração populacional da Suíça.

Morar em uma pequena cidade da Suíça pode parecer algo bucólico, e é: o som dos sininhos das vacas, ovelhas e cabras, o barulho do vento, do riacho, dos passarinhos, dos trens passando lá longe… Isso se completa com a dificuldade de acesso às necessidades básicas: mercados, hospitais, médicos, transporte público, escolas…

Bom, por isso eu escolhi Uznach (5.700 habitantes). Aqui tem um entroncamento ferroviários, na verdade um Y na estrada de ferro. Isso significa que temos trens para todos os lados a cada meia hora. Isso também torna a cidade um pequeno centro comercial e de transporte. Quase todos os vilarejos ao redor (com até 1.500 habitantes) se abastecem e usam a estrutura da cidade maior para sua subsistência. O fato de a cidade ter o entroncamento ferroviário, viabiliza para as cidades vizinhas através de uma conexão de ônibus, acesso aos trens. Esse fluxo de pessoas, incentiva o aumento do comércio e transforma a cidade em um pequeno polo comercial e um bom lugar para a instalação da indústria que foge dos grandes centros.

Uznach, especificamente, fica há uma hora de Zürich, uma hora e quinze minutos de Lucerna e uma hora de Sant Gallen (a cidade capital do nosso cantão), sempre falando de percursos feitos de trem. Também se encontra a 10 minutos de Rapperswil, a maior cidade na nossa região (Linth). Nessas cidades maiores o emprego é muito mais fácil, mas a moradia muito mais cara. Mas, muito mais cara, muito mais. Assim, o tempo de deslocamento até os grandes centros, acaba sendo compensado pelo baixo custo de moradia, preço que se reflete nos supermercados e padarias também.

Então, além de uma cidade entroncamento para o transporte público, Uznach também é uma cidade moradia. Isso atrai o comércio e a indústria, mas também a prestação de serviços. Com isso, além do pequeno polo comercial, do pequeno polo industrial, ainda temos um polo de serviços médicos. Com direito a hospital geral referência na região e clínicas especializadas, advogados, contadores, notários, construtoras, fotógrafos.

Aliás, eu moro no meio da área industrial de Uznach, ou seja, na periferia da cidadezinha. Minha casa fica na última quadra da área industrial, depois começam as fazendas e mais um pouquinho, já estamos na área industrial de Schmerikon, na margem oeste do lago Zürich (Obersee).

Ao todo são 275 empreendimentos registrado no munícipio (fora os galpões ocupados por empresas de outros lugares para baixar seus custos), entre indústria, comércio e prestação de serviços. O que torna a cidade um lugar absolutamente energético e competitivo, com uma média 1 de negócio para cada 20 habitantes registrados na prefeitura.

A escola, além de linda é excelente e referência para a região. Inclusive, para os padrões suíços é uma escola grande. Além de seus complexos para o Primário e secundários, ainda tem estrutura para o ensino médio, biblioteca e área esportiva abertas a comunidade. Temos um cinema, um escritório da central de aconselhamento profissional e escolar.

Mas, o meu tesouro é a Haus der Edelstein. A maior loja de pedras preciosas e minerais da Suíça. Vindo do Brasil, pedras precisas como ágata, ametista e cristais não são novidade, mas a loja em si já vale a visita.

A fachada é envidraçada com vista para o início das montanhas dos Alpes (15 quilômetros daqui) e, dentro da loja, são 400m² de minerais e pedras precisos das mais variadas cores, dos mais variados tipos e dos mais variados lugares do mundo, inclusive fósseis e ouro. Uma coleção impressionante.

Essa proximidade das montanhas também é ótima para a vida. Apesar de deixar o clima na cidade um pouco mais frio e nublado (numa Suíça fria e nublada), com 30 minutos de trem estamos naquelas paisagens paradisíacas da Suíça. O Wallensee, na minha opinião o mais bonito dos grandes lagos da Suíça, fica a na entrada das montanhas e, há 20 minutos de trem. Quando pensamos naquela infinidade de dias nublados, subir acima dos 1.500 metros é uma boa solução para encontrar o céu bem azul e iluminar o dia.

Temos dois restaurantes muito bons na cidade. Um típico suíço, ao lado da estação e um no Centro Comercial Linth, mais sofisticado e contemporâneo. Ali, também encontramos uma excelente loja de sapatos cuja a fábrica é aqui em Uznach. Temos 5 ou seis cafeterias, algumas charmosas, outras com mercadinhos anexos. Temos 5 agências bancárias e um banco com sede aqui, o Linth Bank.

Temos um cinema na cidade, o Kino Rex. Só tem uma sala de projeção e charmoso e bem servido.

Então, morar numa cidadezinha Suíça é sim muito bom. Exige um conhecimento básico da língua nativa, exige um desapego de certos valores muito urbanos, como velocidade, ansiedade e pressa. Exige um reencontro com calma e com a sensação de segurança. Exige uma nova relação com o silêncio, pois, depois das 19hs, nada mais acontece, e, depois das 22:30hs, nem trem passa mais.

A cidade é tão limpa e tão calma, que as cegonhas daqui não migram mais. Elas enfrentam os invernos por aqui. Aliás, a cegonha é o animal símbolo da cidade. Em cada chaminé, topo de árvore, quina de telhado tem um ninho gigante com um casal e seus filhotes.

Estou fazendo uma postagem no meu blog de fotografia, mostrando algumas paisagens, detalhes urbanísticos e da natureza na minha cidadezinha Suíça não deixe de visitar.

Swiss Questions

Leave a Reply

%d bloggers like this: